Óxidos duplos, mistos ou salinos

Os óxidos duplos, mistos ou salinos são formados obrigatoriamente pela associação de dois óxidos de um mesmo elemento químico.

A magnetita é um minério compostos pelo óxido duplo Fe3O4

A magnetita é um minério compostos pelo óxido duplo Fe3O4

Os óxidos, de uma forma geral, são classificados em óxidos ácidos, óxidos básicos, óxidos neutros, óxidos anfóteros e óxidos duplos. Neste texto, vamos dar ênfase exclusivamente nos óxidos duplos, que ainda podem ser chamados de óxidos mistos ou salinos.

A identificação de um óxido duplo acontece de forma muito simples e fácil, já que eles são os únicos óxidos que apresentam uma fórmula geral, na qual temos três átomos de um metal e quatro átomos de oxigênio:

M3O4

  • O: o oxigênio é o elemento mais eletronegativo da substância;

  • M: elemento metálico genérico.

Nos óxidos duplos, mistos ou salinos, o elemento genérico M é sempre um metal que apresenta a capacidade de formar dois ou mais cátions. Por exemplo:

  • Elemento Ferro (Fe): Pode formar os cátions (Fe2+) ou (Fe3+);

  • Elemento Chumbo (Pb): Pode formar os cátions (Pb2+) ou (Pb4+);

  • Elemento Manganês (Mn): Pode formar os cátions (Mn2+) ou (Mn3+).

Os óxidos duplos, mistos ou salinos recebem essas denominações pelo fato de serem óxidos que apresentam as seguintes caraterísticas:

  • Formados por dois óxidos diferentes do mesmo elemento;

  • Formam sais inorgânicos.

Dizemos que os óxidos duplos são formados por dois óxidos diferentes porque são necessários dois óxidos de um mesmo elemento químico para formá-los. Como vimos acima, alguns elementos químicos apresentam a capacidade de formar mais de um cátion, originando, assim, mais de um óxido diferente. Veja o exemplo do Ferro:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

FeO e o Fe2O3

O FeO apresenta o cátion Ferro 2+, e o Fe2O3 possui o cátion Ferro 3+. Como a carga do oxigênio nos óxidos é sempre 2-, no FeO, o Fe e o O têm o mesmo número para carga (+2 e -2), o que não influencia a escrita da fórmula molecular. Já no Fe2O3, o Fe e o O apresentam números de cargas diferentes , +3 e -2, respectivamente; por isso, essas cargas são invertidas (transformando-se em quantidade de átomos).

Assim, conhecendo os dois óxidos possíveis para o elemento Ferro, basta somar as duas fórmulas obtidas para a formação do óxido duplo de Ferro:

FeO + Fe2O3 = Fe3O4

Em relação à capacidade de formar sais inorgânicos, os óxidos duplos só formam sais quando reagem com ácidos ou bases. Sempre que esses óxidos reagem com ácido ou base, eles formam dois sais e a molécula de água como produtos. Os óxidos duplos formam dois sais porque apresentam dois cátions extremamente reativos. Veja um exemplo da equação de um óxido duplo reagindo com base:

Pb3O4 + H2SO4 → PbSO4 + Pb(SO4)2 + 4 H2O

Por fim, para dar nome aos óxidos duplos, mistos ou salinos, devemos seguir esta regra:

Tetraóxido + de + nome do elemento + tri + nome do elemento ligado ao Oxigênio

  • Fe3O4 = Tetraóxido de triferro

  • Pb3O4 = Tetraóxido de trichumbo

  • Mn3O4 = Tetraóxido de trimanganês

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados