Platina

A platina é um metal pesado escasso na crosta terrestre que apresenta diversas utilizações e características peculiares.

A Platina, em latim platinum, cujo símbolo químico é Pt, é um elemento químico metálico que pertence ao 6º período da família VIIIB da Tabela Periódica. Apresenta átomos com as seguintes características:

  • Número atômico: 78;

  • 78 prótons no interior do núcleo;

  • 78 elétrons presentes em orbitais;

  • 6 níveis de energia.

Isótopos da Platina

O número de nêutrons presentes no interior do núcleo de um átomo de platina depende do isótopo desse elemento. Na natureza, existem os seguintes isótopos naturais da platina:

  • Átomo de platina-190 (78Pt190)= apresenta 112 nêutrons em seu núcleo;

  • Átomo de platina-192 (78Pt192)= apresenta 114 nêutrons em seu núcleo;

  • Átomo de platina-194 (78Pt194)= apresenta 116 nêutrons em seu núcleo;

  • Átomo de platina-195 (78Pt195)= apresenta 117 nêutrons em seu núcleo;

  • Átomo de platina-196 (78Pt196)= apresenta 118 nêutrons em seu núcleo;

  • Átomo de platina-198 (78Pt198)= apresenta 119 nêutrons em seu núcleo.

Distribuição eletrônica

A platina apresenta a seguinte distribuição eletrônica (utilizando os seus 78 elétrons) no diagrama de Linus Pauling:

Características físicas

a) Estado físico

O estado físico da platina, em temperatura ambiente, é sólido.

b) Ponto de fusão

Para transformar a platina sólida em líquida ou líquida em sólida, é necessário atingir a temperatura de 1769oC.

c) Ponto de ebulição

Para transformar a platina líquida em gás ou de gasosa para líquida, é necessário atingir a temperatura de 3825oC.

d) Densidade

A densidade da platina é 21,45 g/mL, ou seja, ela é 21,45 vezes mais densa que a água.

História

Existem registros da utilização da platina em épocas muito antigas, por volta de 700 a.C., mas a história moderna da platina começou em 1557, quando Julius Caeser Scaliger descreveu um material descoberto na América do Sul durante as expedições de colonização.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em 1735, o espanhol Antonio de Ulloa enviou amostras do material para a Europa. Em 1802, as primeiras amostras de platina foram obtidas pelos ingleses Wollaston e Tennant.

Fontes na natureza e forma de obtenção

a) Fontes naturais

Na natureza, a platina é encontrada exclusivamente em rochas, ou seja, minérios, principalmente associada a metais como cobre e níquel. A maior parte da platina utilizada hoje é extraída do minério sperrilita (PtAs2), no qual a platina está associada ao arsênio.

b) Ocorrência na natureza

Sabe-se que a platina é um metal bastante escasso na crosta terrestre. Os locais onde se encontram os minérios de platina com maior frequência são África do Sul, Rússia e Canadá.

c) Separação da platina do minério

A platina é obtida por meio de refinamento eletrolítico. Nesse método, o minério que contém a platina é dissolvido em uma solução com um eletrólito (soluto) específico e, em seguida, é submetido a um processo de redução da platina.

Principais utilizações

  • Produção dos catalisadores de automóveis, pois favorece a diminuição da quantidade de gases poluentes produzidos na queima dos combustíveis;

  • Produção de joias;

A platina é utilizada na manufatura de joias
A platina é utilizada na manufatura de joias

  • Na indústria petroquímica, como catalisador de reações orgânicas em hidrocarbonetos;

  • Catalisador na reação de formação do ácido nítrico;

  • Produção de materiais de restauração dentária;

  • Fabricação de medicamentos;

  • Produção de fibras;

  • Produção de fibras de vidro;

  • Produção de equipamentos de laboratório.

Símbolo utilizado para representar a Platina
Símbolo utilizado para representar a Platina
Publicado por: Diogo Lopes Dias

Assuntos Relacionados