Poliéster

Os poliésteres são polímeros de condensação ou de eliminação, ou seja, são macromoléculas resultantes da condensação entre moléculas com saída simultânea de um composto que não fará parte do polímero.

Como o próprio nome diz, o poliéster possui vários grupos ésteres, resultantes da reação entre ácidos carboxílicos e álcoois, com a saída de moléculas de água.  

É necessário que a quantidade de grupos carboxila que o ácido carboxílico tenha seja igual à quantidade de grupos hidroxila do álcool. Assim, um diácido reage com um diálcool e assim por diante.

A reação mais comum de formação de um poliéster ocorre entre o ácido tereftálico (ácido p-benzenodioico) e o etilenoglicol (1,2-etanodiol), originando o polímero denominado politereftalato de etileno, mais conhecido por polímero PET:

Reação de polimerização para a obtenção do PET

Essa reação se processa inúmeras vezes e produz um polímero que possui, no mínimo, 500 grupos ésteres. A principal utilização do polímero PET é na fabricação de garrafas plásticas para refrigerantes, sucos e água.

O seu símbolo de reciclagem é o número 1 no centro do símbolo de reciclagem (um triângulo formado por setas). Infelizmente, não são todas que são destinadas à reciclagem; 53% das garrafas PET produzidas no Brasil não são reaproveitadas. Se considerarmos que são produzidas cerca de 9 bilhões de unidades por ano, chegamos ao número alarmante de 4,7 bilhões de unidades que são jogadas na natureza, rios, lixões e lotes baldios, contaminando o solo, as águas e causando grande poluição.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Isso se agrava se considerarmos que uma das principais propriedades desse polímero é a grande resistência térmica, mecânica e química, o que significa que ele permanece por muitos e muitos anos no meio ambiente.

A reciclagem do polímero PET pode levar à produção de tapetes, tecidos para jeans e penugem de bolas de tênis.

Símbolo de reciclagem do polímero PET

O polímero PET é também comercializado com o nome de dracon e pode ser usado para produzir filmes fotográficos, fitas de áudio, guarda-chuvas, embalagens, gabinetes de forno, varas de pescar, barracas de camping e engrenagens.

Quando o PET é misturado ao algodão, ele forma uma fibra sintética conhecida como tergal que é usada na produção de tecidos para roupas e maiôs.

Os poliésteres são utilizados na fabricaçaõ de fibras têxteis como o tergal

O polímero poliéster é usado na produção de fibras têxteis
O polímero poliéster é usado na produção de fibras têxteis
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Assuntos Relacionados