Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Combustíveis
  4. Quebra catalítica do petróleo

Quebra catalítica do petróleo

O petróleo pode passar por cracking.
O petróleo pode passar por cracking.

A alta demanda de gasolina fez com que a indústria petrolífera se aprimorasse. Estudos revelaram que a obtenção do combustível era possível não apenas na coluna de fracionamento, mas também através de um processo denominado cracking, que consiste na quebra da molécula de gasolina (C8H18).

Quebra catalítica do petróleo

O princípio básico do processo cracking é aquecer hidrocarbonetos que contenham de 14 a 16 átomos de carbono na ausência de ar e na presença de catalisadores (alumina-Al2O3, por exemplo). As cadeias de carbono sofrem decomposição térmica, produzindo mais gasolina (faixa de C6H14 a C10H22).

Portanto, através da quebra catalítica, as longas cadeias de carbono reduzem-se a alcanos menores. Estas longas cadeias dizem respeito aos combustíveis, querosene e óleo diesel.

As refinarias utilizam este processo para melhor atender a demanda, uma vez que, a falta de um determinado combustível é suprida pela quebra de alcanos maiores, até chegar à sua faixa correspondente.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!
Petróleo: mistura de hidrocarbonetos

Assuntos Relacionados