Reação rápida ou lenta?

Qual é a velocidade em que ocorre uma reação? As reações químicas podem sofrer influências externas, as quais podem alterar também o produto final, veja algumas delas:

Energia de ativação:

Essa energia pode ser vista como uma barreira pela qual as moléculas de um composto precisam passar para participar da reação. Uma melhor definição:

Energia de ativação é a energia mínima necessária para ativar as moléculas, fazendo com que elas colidam de forma efetiva, o que possibilita o início da reação.

Colisão entre moléculas:

Não é preciso entender muito desse assunto para deduzir que os reagentes precisam entrar em contato para que uma reação aconteça, ou seja, as moléculas precisam colidir umas com as outras. Quando as moléculas participantes de uma reação se chocam, elas se quebram dando abertura para a formação de novas moléculas e, conseqüentemente, de outras substâncias.
Concentração de reagentes:

Quanto maior a concentração dos reagentes maior será a velocidade da reação. Já sabemos que para uma reação acontecer é necessário que as moléculas se rompam, e quanto maior for o contato entre elas, mais fácil fica de se chocarem. Uma maior concentração de reagentes significa um aumento das colisões entre as moléculas.

Temperatura:

A velocidade da reação aumenta com a temperatura de um sistema, uma vez que aumentar a temperatura significa aumentar a energia cinética das moléculas. Em nosso cotidiano podemos presenciar esse fato quando estamos cozinhando um alimento e aumentamos o fogo da chama para acelerar o processo.

Catalisadores:
Os catalisadores permitem que a reação tome um caminho alternativo que exige menor energia de ativação, isso faz com que a reação se processe mais rápido. É importante lembrar que um catalisador acelera a reação mais não aumenta o rendimento, ou seja, ele produz a mesma quantidade de produto, mas num período de tempo menor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados