Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Curiosidades Químicas
  4. Reciclagem de papel

Reciclagem de papel

A reciclagem do papel é realizada pela formação de uma pasta com o papel a ser reciclado e água. Essa pasta é submetida a um processo de compactação e secagem.

Saber como reciclar papel é interessante quando levamos em consideração dois aspectos fundamentais: o valor do papel reciclado e a diminuição do uso da matéria-prima necessária para a sua produção, o que auxilia na preservação do meio ambiente.

Atualmente, a falta de local para depositar o lixo produzido pela população é um problema real de grande parte das cidades brasileiras. Boa parte do volume do lixo apresenta papel em sua composição. Por isso, conhecer a técnica para reciclar papel pode ser uma saída para:

  • Redução da incidência de desmatamento para a produção do papel;

  • Diminuição da poluição de solo;

  • Diminuição da poluição de lençóis freáticos;

  • Diminuição do valor comercial do papel;

  • Redução do volume de lixo descartado.

A maior parte do papel recolhido para a reciclagem é formada por sobras de papel que não apresentam nada impresso. Essas sobras de papel são denominadas de aparas, e a cor e a textura do papel reciclado dependem dos papéis recolhidos para realização do processo.

Neste texto você terá acesso a uma metodologia simples para realizar a reciclagem do papel de forma artesanal.


Tipos de papéis reciclados

De uma forma geral, existem os papéis que podem ser reciclados e os papéis que não podem ser reciclados:

  • Papéis recicláveis: papéis de jornais ou revistas, envelopes ou cartolinas, cadernos, papéis utilizados para impressões ou cópias em geral, listas telefônicas, caixas de papelão e embalagem longa vida;

  • Papéis não recicláveis: papéis utilizados para higiene, papéis metalizados (utilizados para embalagens de salgadinhos), papéis plastificados (como o utilizado em embalagem de sabão em pó), papel utilizado no cigarro etc.


Materiais necessários para a reciclagem do papel

  • Papéis diversos, que serão reciclados;

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • 1 Liquidificador;

  • Recipiente grande para colocar o papel que será picado;

  • Água;

  • Moldura de tela para pintura (retire a tela e reutilize somente a moldura);

  • Tela de náilon (como aquela que se utiliza como mosquiteiro para berços);

  • Objeto pesado (como um livro);

  • Esponja de limpeza.


Procedimento prático para a reciclagem do papel

  • 1o Passo: Fixar a tela de náilon na moldura de forma que fique bastante firme;

Representação da tela de madeira com náylon
Representação da tela de madeira com náylon

  • 2o Passo: Picar os papéis que serão reciclados;

  • 3o Passo: Colocar os papéis em um recipiente e, logo em seguida, adicionar água de forma que todos eles fiquem molhados;

  • 4o Passo: Transferir o papel molhado do recipiente para o interior de um liquidificador. Em seguida, bater o conteúdo até virar uma pasta;

  • 5o Passo: Transferir a pasta de papel para a tela de náilon, procurando espalhar bem. Quanto maior a quantidade de pasta de papel utilizada, maior será a espessura do papel reciclado;

  • 6o Passo: Pressionar a pasta de papel sobre a tela com uma esponja para que esta absorva o excesso de água;

  • 7o Passo: Colocar um objeto pesado sobre a pasta na tela para pressionar ainda mais a pasta. Quando mais tempo o objeto pesado ficar sobre a pasta, mais compacto será o papel reciclado;

  • 8o Passo: Retirar o objeto sobre a tela e colocá-la para secar por, no mínimo, 36 horas.

O papel que foi reciclado de forma artesanal pode ser usado, basicamente, da mesma forma que antes. Vale ressaltar que o papel não pode ser reciclado infinitamente em virtude das perdas de fibras e componentes durante o processo.

Exemplo de um papel que passou pelo processo de reciclagem
Exemplo de um papel que passou pelo processo de reciclagem
Publicado por: Diogo Lopes Dias

Assuntos Relacionados