Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Curiosidades Químicas
  4. Tecnologia contra o mau tempo em Pequim

Tecnologia contra o mau tempo em Pequim

A capital escolhida para sediar os Jogos Olímpicos de 2008 é uma das mais poluídas do mundo, e isso tem sido motivo de grande preocupação, principalmente para os atletas. Para amenizar a situação, o governo chinês procura promover as chamadas “chuvas artificiais”, essas chuvas vão se encarregar de limpar a atmosfera e garantir céu claro na capital chinesa que costuma ser coberta por uma fumaça (poluição) que poderia prejudicar o evento esportivo e diminuir o rendimento dos atletas.

As chuvas artificiais são provocadas com freqüência na China, são usadas para aliviar secas, ajudar na extinção de incêndios, ou simplesmente eliminar as nuvens, inclusive as autoridades afirmam que já podem gerar o fenômeno em um terço de seu território. A China conta hoje com 7 mil canhões e 5 mil lança-foguetes para disparar o iodeto de prata, que é um catalisador usado para acelerar a reação, ele atrai as gotículas de água presentes nas nuvens formando cristais de gelo, as nuvens ficam mais pesadas e caem na forma de chuva.

Por outro lado, se a chuva for indesejada a tecnologia chinesa permite um ataque Químico. Mas como assim, é ou não é para chover? É que a chuva pode tornar-se um empecilho nos dias de jogos em estádios descobertos, como é o caso do Estádio Nacional. Além disso, agosto é o mês das chuvas em Pequim, e a probabilidade de que ocorram chuvas fortes nesse período é muito grande, segundo os meteorologistas.

Ataque Químico: lança foguetes vão atirar cartuchos de nitrogênio líquido nas nuvens, esses cartuchos têm o tamanho de um frasco de desodorante. O nitrogênio possui a propriedade de deixar as gotículas de água menores, sendo assim a água permanece em suspensão e não cai em forma de chuva.

Será que esta parceria da natureza com a tecnologia chinesa dará certo? É só esperar para ver se os Jogos Olímpicos de Pequim vão surpreender pela beleza e tecnologia esperadas.
Estádio Nacional.
Estádio Nacional.
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados