Tipos de dispersões

Toda mistura é chamada de dispersão. No entanto, nem todas as misturas apresentam aspectos iguais. Uma maneira de classificá-las é por meio do tamanho das partículas dispersas, ou seja, do soluto.

Conforme o quadro abaixo, existem três tipos básicos de dispersões, que são as soluções verdadeiras, dispersão coloidal e suspensões:

Classificação dos tipos de dispersão quanto ao tamanho

  1. Soluções verdadeiras: são misturas de duas ou mais substâncias de aspecto uniforme, sendo que suas partículas dispersas apresentam o tamanho menor que 1nm. Portanto, são invisíveis a olho nu. Comumente usa-se o termo solução verdadeira e não somente solução para distinguir as soluções das dispersões coloidais.

Nas soluções, as partículas dos solutos não sedimentam; não podem ser separadas do solvente por filtração; não conseguem dispersar a luz; e nem mesmo com o auxílio de instrumentos ópticos como ultramicroscópios elas podem ser vistas. Já tais fatores ocorrem com os coloides.

Existem soluções sólidas, líquidas e gasosas. Veja exemplos de cada caso:

1.1.Soluções sólidas: ligas metálicas, como o bronze (mistura de cobre e estanho), o ouro 18 quilates (ouro e prata ou ouro e cobre), o latão (cobre e zinco), etc.

1.2.Soluções líquidas: açúcar na água, oxigênio dissolvido na água, álcool, água oxigenada, entre outros;

1.3.Soluções gasosas: o ar.

  1. Dispersão coloidal ou coloide: apesar de muitas vezes, a olho nu, as dispersões coloidais serem confundidas com soluções verdadeiras, por apresentarem um aspecto homogêneo, algumas características as distinguem. Por exemplo, ocorre a formação de depósitos sob ação de uma centrífuga e suas partículas podem ser retidas por filtros.

As dispersões coloidais são classificadas de acordo com as fases dispersas e de dispersão, gerando cinco tipos básicos de coloides, que são: sol, gel, emulsão, espumas e aerossol. Esses tipos de coloides podem ainda ser sólidos ou líquidos, conforme mostram os exemplos abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

2.1.Sol: gelatina dissolvida, pasta de dente e tinta;

2.2.Sol sólido: vidro e plástico pigmentado;

2.3.Gel: gelatina, geleias, queijos, pasta de dente e tinta seca;

2.4.Gel sólido: rubi;

2.5.Emulsão: maionese, leite, manteiga e cremes;

2.6.Emulsão sólida: margarina, opala e pérola;

2.7.Espumas: espuma de sabão e de combate a incêndios e chantilly;

2.8.Espumas sólidas: isopor, poliuretano, pedra-pomes, carvão e maria-mole;

2.9.Aerossol líquido: neblina e sprays;

2.10.Aerossol sólido: fumaça e poeira.

  1. Suspensões: as suspensões apresentam partículas de diâmetro maior que 1000 nm. Assim, elas podem ser vistas a olho nu ou por microscópio. É uma mistura heterogênea e suas partículas se sedimentam, sendo facilmente filtradas.

Exemplos de suspensões: granito, água e areia, água e argila, etc. 

Os três casos acima são dispersões. Você saberia classificá-las em solução, coloide ou suspensão?
Os três casos acima são dispersões. Você saberia classificá-las em solução, coloide ou suspensão?
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados