Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Físico-Química
  4. Estequiometria
  5. Tipos de Fórmulas usadas em Estequiometria

Tipos de Fórmulas usadas em Estequiometria

Tipos de Fórmulas usadas em Estequiometria
As fórmulas químicas são importantes para sabermos quais os elementos que compõem a substância e em qual proporção eles se combinam

A estequiometria é uma parte da Química que trata dos aspectos quantitativos das reações, visando principalmente a determinar a quantidade de reagentes que devem ser usados e a quantidade de produtos que serão obtidos em uma reação química, baseando-se nas leis das reações (ponderais e volumétricas) e com o auxílio das equações químicas correspondentes.

Entre os passos necessários para se resolver os cálculos estequiométricos está conhecer bem as fórmulas químicas. Entre elas, três se destacam: fórmula percentual ou centesimal, fórmula mínima ou empírica e fórmula molecular.

Veja cada uma:

  • Fórmula percentual ou centesimal:

Essa fórmula indica a porcentagem, em massa, em que cada elemento aparece na substância.

Por exemplo, em 5,32 g de pirofosfato de sódio contêm 1,84 g de sódio, 1,24 g de fósforo e 2,24 g de oxigênio. Para descobrir a porcentagem, em massa, de cada um desses elementos, basta fazer uma regra de três simples:

- Sódio            :                                  - Fósforo:                               - Oxigênio:
5,32 g ----------- 100%           5,32 g --------- 100%              5,32 g -------- 100%
1,84 g------------ x                   1,24 g------------ x                   2,24 g------------ x
x = 34,59% de Na                 x = 23,31% de P                   x = 42,10% de O

Assim, a fórmula percentual ou centesimal desse composto é: Na34,59%P23,31%O42,10%.

  • Fórmula mínima ou empírica:

Essa fórmula indica a proporção mínima, em número de mol (números inteiros), entre os elementos que constituem uma substância.

Por exemplo, no exemplo anterior, do pirofosfato de sódio, vimos que ele era composto de 1,84 g de sódio, 1,24 g de fósforo e 2,24 g de oxigênio.

Para descobrir a proporção mínima entre esses elementos dentro da fórmula, basta dividir cada uma dessas massas pelas respectivas massas molares (Na = 23 g/mol, P = 31 g/mol, O = 16 g/mol):

- Sódio: 1,84 g=0,08 mol      - Fósforo: 1,24 g=0,04 mol     - Oxigênio: 2,24 g=0,14 mol
            23 g/mol                                    31 g/mol                                    16 g/mol

Como os valores têm que ser números inteiros, dividimos todos eles pelo menor número, que, nesse caso, é o 0,04:

- Sódio: 0,08  = 2                   - Fósforo : 0,04 = 1                - Oxigênio: 0,14 = 3,5
              0,04                                           0,04                                           0,04

Como os valores ainda não são inteiros, devemos multiplicá-los por um número que permita obter a menor proporção possível em números inteiros, que será o 2:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- Sódio: 2 . 2 = 4                    - Fósforo : 1 . 2 = 2    - Oxigênio: 3,5 . 2 = 7

Assim, a fórmula mínima desse composto é: Na4P2O7.

  • Fórmula molecular:

Essa fórmula indica a quantidade real em que os átomos de cada elemento aparecem na molécula.

Por exemplo, já temos a fórmula mínima e a fórmula percentual do pirofosfato de sódio. A partir de qualquer uma delas e sabendo a sua fórmula molecular (266 g/mol), podemos chegar até a sua fórmula molecular.

- Por meio da fórmula percentual (Na34,59%P23,31%O42,10%):

Relacionando as porcentagens em massa com a massa molecular do composto:

Na = 34,59%
P = 23,31%    
O = 42,10 %

MM = 266 g/mol

Considerando que sua fórmula molecular seja NaXPYOZ, agora devemos relacionar as porcentagens em massa com as massas atômicas e a massa molecular:

- Sódio            :                                  - Fósforo:                               - Oxigênio:
266 ----------- 100%                266 ----------- 100%                266 ----------- 100%          
 23x---------- 34,59%              31x    ---------- 23,31%           16x    ---------- 42,10%          
x = 4                                       x = 2                                       x = 7

Portanto, a fórmula molecular desse composto é: Na4P2O7.

Note que nesse caso a fórmula molecular é igual à fórmula mínima, mas isso não irá acontecer em todos os casos.

- Por meio da fórmula mínima:

-Fórmula mínima: Na4P2O7 (MM = 266 g/mol)
-Fórmula molecular: (Na4P2O7)n (MM = 266 g/mol)

Apenas de observar que a massa molecular é a mesma, já vemos que a fórmula molecular é igual à fórmula mínima.

Mas, agora considere outro exemplo, digamos que a massa molecular de determinada substância é 30 g/ mol e sua fórmula mínima é CH3. Qual será sua fórmula molecular?

Temos o seguinte:

-Fórmula mínima: CH3(MM = 15 g/mol)
-Fórmula molecular: (CH3)n (MM = 30 g/mol)         
 

(CH3)n = 30
15 n = 30
n = 30/15
n = 2

Se n = 2, então basta multiplicar os índices dos elementos do composto por dois que teremos a sua fórmula molecular: C2H6. Esse composto é o etano.

Assista ás nossas videoaulas
loading...

Assuntos Relacionados