William Perkin

O inglês William Perkin foi o químico que descobriu o primeiro corante sintético.

William Perkin
Willian Perkin com tecido tingido por malveína.

William Perkin foi estudante da faculdade Royal de Química localizada em Londres, Inglaterra. Lá cumpria a função de assistente de Wilhelm von Hofmann, e na bela manhã de 23 de março de 1856, fez uma descoberta de enorme importância para as indústrias têxtil e química.

Com apenas 18 anos, Perkin realizava estudos buscando sintetizar a quinina utilizada no tratamento da malária. Seu primeiro objetivo era oxidar a aliltoluidina (C10H12N, um derivado da anilina), para obter a quinina, mas não conseguiu. No entanto, ao tentar limpar o frasco com álcool, observou que o sólido, proveniente da reação, se dissolvia e deixava o álcool roxo. O jovem químico acabava de produzir o que seria o primeiro corante sintético, que chamou de mauveína ou púrpura de anilina.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para completar o sucesso da descoberta de Perkin, malva foi a cor daquele ano. Rapidamente o corante se difundiu e teve uma grande demanda; um sucesso de vendas.

William Perkin não perdeu tempo, patenteou o novo corante e abriu uma fábrica de tinta em Greenford, no oeste de Londres, com a ajuda de parentes ricos.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Assuntos Relacionados