Futebolês

Que o futebol é uma paixão nacional todo mundo sabe. A influência do esporte é tão forte em nosso país que ele ganhou uma linguagem própria, o chamado futebolês.

Futebolês
Assim como em outras profissões, os jogadores e profissionais da área do futebol desenvolveram uma linguagem bem característica: o futebolês

Esse jogo não é um a um
Esse jogo não pode ser um a um
O meu clube tem time de primeira
Sua linha atacante é artilheira
A linha média é tal qual uma barreira
O center-forward corre bem na dianteira
A defesa é segura e tem rojão
E o goleiro é igual a um paredão
Esse jogo não é um a um
Esse jogo não pode ser um a um
É encarnado e branco e preto
É encarnado e branco
É encarnado e preto e branco
É encarnado e preto
O meu clube jogando eu aposto
Quer jogar, um empate é pra você
Eu dou uma zura a quem aparecer
Um empate pra mim já é derrota
Eu confio nos craques da pelota
E o meu clube só joga pra vencer!

(Um a um – Os Paralamas do Sucesso)

O futebol. Ah, o futebol... Quem se atreve a dizer que o esporte mais praticado no Brasil não é uma verdadeira paixão nacional? Dos “peladeiros” aos profissionais, da várzea aos grandes estádios, do Sul ao Norte, de “mamando a caducando”: todo mundo entende (ou acha que entende) um pouco.

Você já deve ter percebido que, se você não souber o significado de algumas expressões futebolísticas, provavelmente vai ficar perdido em campo. O futebol, uma quase entidade nesse país que venera seus times, apresenta várias características curiosas, entre elas a linguagem. Sim, os jogadores de futebol e todos os profissionais que atuam na área desenvolveram uma linguagem específica, um linguajar técnico, assim como na maioria das profissões. A esse linguajar técnico damos o nome de “futebolês”. Atentos à linguística própria do esporte, pesquisadores da Universidade de São Paulo, a USP, criaram um curioso acervo de verbetes do universo do futebol chamado de Dicionário de Futebolês.

No Dicionário de Futebolês é possível encontrar uma coletânea de verbetes relacionados com o futebol, bem como a evolução histórica dessa linguagem. Talvez você não saiba, mas em virtude da origem britânica do esporte, termos em inglês eram usuais. Veja alguns exemplos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

center-forward = centroavante
forward = atacante
Corner = escanteio
Back (ou a forma aportuguesada “beque”) = zagueiro
Football = futebol
Goal = gol
Penalty = pênalti

Alguns termos em inglês foram abolidos com o tempo, substituídos por palavras correspondentes do português. Outros foram aportuguesados, isto é, receberam fonemas da língua portuguesa para que se tornassem mais familiares, como as palavras futebol, gol e pênalti. Entre outras expressões antigas do futebol, que causariam estranhamento até nos mais entendidos do assunto, estão jogador bonde, caldeirão, toss, jogador borboleta e gaveta. Ficou confuso? Observe as “traduções” e os termos utilizados hoje em dia:

Jogador bonde = jogador fora de forma perna de pau
Caldeirão = Esquema para subornar jogadores mala preta
Toss = expressão em inglês que significa “tirar a sorte” decidir na moedinha
Jogador borboleta = jogador que trocava muito de time vira-casaca
Jogador gaveteiro = Jogador que aceitava suborno vendido

Não podemos nos esquecer das gírias, que são bem específicas no universo da “redonda”. Algumas são curiosas, outras indecifráveis e há também aquelas que são engraçadíssimas! Lembrando que as gírias podem variar muito de acordo com a região do país. Veja alguns exemplos:

Marta Rocha = Jogador bonito (alusão à Miss Brasil de 1955)
Japonês = jogador ruim de bola
Arquibaldo = torcedor que fica na arquibancada
Dar uma tijolada = dar um chute forte
Fintar = driblar
Gol de placa = gol feito após uma jogada sensacional
Pipoqueiro = jogador que vacila, “amarela”
Véu de noiva = a rede

Achou legal e ficou curioso com o assunto? Que tal a partir de agora ficar mais “antenado” com o futebolês? Assim você ficará por dentro e não perderá nenhum lance.

Assuntos Relacionados