Cúrcuma

A cúrcuma é uma planta da mesma família do gengibre que apresenta uma série de propriedades medicinais importantes. Ela não deve ser confundida com o açafrão verdadeiro.

A cúrcuma é uma planta muito utilizada como corante.
A cúrcuma é uma planta muito utilizada como corante.

A cúrcuma, também chamada de açafrão-da-índia, açafroeira, gengibre-dourado, açafrão-da-terra e, no mercado internacional, turmeric, é uma planta conhecida principalmente por seu papel como corante, apesar de atualmente ter ganhado destaque por suas propriedades medicinais. As partes geralmente utilizadas da cúrcuma são as raízes e o rizoma.

Leia também: Plantas medicinais

Características da cúrcuma

A cúrcuma é uma planta da família Zingiberaceae e seu nome científico é Curcuma longa. Ela é uma planta originária do sudeste da Ásia, herbácea e perene, ou seja, apresenta caule não lenhoso e com folhas que não caem. Geralmente atinge cerca de 130 a 150 centímetros de altura. Suas folhas são grandes e apresentam cheiro agradável.

A cúrcuma apresenta folhas grandes e um rizoma rico em curcumina.
A cúrcuma apresenta folhas grandes e um rizoma rico em curcumina.

A estrutura dessas plantas que merece destaque é o rizoma, um tipo de caule subterrâneo. É nesse caule que encontramos o corante curcumina, que apresenta uma série de propriedades farmacológicas e é responsável pela cor amarela típica dos rizomas. É essa a planta responsável pela coloração do curry.

A reprodução da cúrcuma pode ser feita com os rizomas, ou seja, a planta é propagada vegetativamente (utiliza-se uma parte da planta para originar outra). É recomendado que, ao se colocar o rizoma na cova, este já esteja brotado, reduzindo desse modo o curso da produção.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cúrcuma e açafrão verdadeiro

A cúrcuma e o açafrão verdadeiro são duas plantas diferentes, entretanto, são bastante confundidas. O açafrão verdadeiro possui nome científico Crocus sativus e pertence à família Iridaceae. A cúrcuma, como já salientado, é da espécie Curcuma longa e pertence à família Zingiberaceae, mesma família do gengibre.


Diferentemente da cúrcuma, no açafrão verdadeiro, utilizam-se as flores para se obter o corante.

O açafrão verdadeiro é também utilizado como corante, mas este é obtido a partir da flor, e não do caule, como no caso da cúrcuma. O açafrão verdadeiro é um ingrediente extremamente caro. Para se ter uma ideia, o quilo desse produto pode chegar a cerca de 70 mil reais.

Como a cúrcuma é comercializada

Geralmente a cúrcuma é comercializada em forma de pó, o qual é obtido a partir do rizoma, que é seco e moído. Esse pó apresenta coloração alaranjada e sabor e cheiro característicos. Vale salientar que o rizoma também pode ser consumido fresco e que atualmente a cúrcuma também é vendida em cápsulas.


Atualmente, é possível encontrar a cúrcuma em cápsulas.

Propriedades da cúrcuma

A cúrcuma é uma planta rica em compostos químicos importantes, como o óleo essencial e os compostos curcuminoides, que incluem a curcumina, a qual é responsável pela cor característica dos rizomas. Essa planta apresenta valor medicinal bastante conhecido na Ásia. Na medicina chinesa, por exemplo, é utilizada contra icterícia, problemas hepáticos e digestivos. Além disso, acredita-se que a curcumina pode ajudar a combater alguns tipos de câncer, retardar o processo de envelhecimento e combater o mal de Parkinson e o Alzheimer.

No rizoma da cúrcuma, encontra-se grande quantidade de curcumina.
No rizoma da cúrcuma, encontra-se grande quantidade de curcumina.

A cúrcuma apresenta importantes propriedades farmacológicas, como atividade antioxidante, antimutagênica, anti-inflamatória, antidiarreica, antiescorbútica (combate o escorbuto), hepatoprotetora, antiespamódica (suprime espasmos musculares), imunomoduladora (atua no sistema imunológico), antiagregante (evita a agregação plaquetária), oftalmológica, antiviral, antifúngica e antibacteriana. Além disso, está relacionada com a redução dos níveis de colesterol. Diante de suas propriedades farmacológicas, a cúrcuma atualmente vem sendo usada para diversos problemas de saúde.

Toxicidade da curcumina

A curcumina é uma substância que apresenta baixa toxicidade, ou seja, não causa danos à saúde se utilizada com moderação. Estudos demonstram que não é observada toxicidade em doses inferiores a 10 g por dia. Entretanto, algumas restrições devem ser feitas. Ela não deve ser usada, por exemplo, por pacientes com problemas na vesícula biliar e por pessoas que usam anticoagulantes ou antiplaquetários. A cúrcuma também intensifica a atividade de alguns medicamentos e interfere na absorção de outros, portanto, é essencial observar as interações medicamentosas sempre que utilizar algum medicamento.

Leia também: Risco do uso de plantas medicinais

Vale destacar que alguns pesquisadores alertam que o uso exagerado de cúrcuma pode causar danos à saúde. Sendo assim, é fundamental utilizar produtos, mesmo que naturais, em quantidades adequadas, obedecendo às doses recomendadas.

Assuntos Relacionados