Dor abdominal

Sentir dores, apesar de incômodo, é um mecanismo de defesa do organismo. Isso porque caso as dores não fossem sentidas, as doenças e disfunções não seriam tratadas e logo o corpo entraria em falência. É então a maneira que o corpo tem de informar que algo está fora da normalidade.

As dores abdominais são sintomas de diferentes quadros clínicos. Isso porque vários são os órgãos a sentir dor, estômago, intestinos, vesícula biliar, pâncreas, fígado, rins, dentre outros órgãos. Elas também podem ser causadas por toxinas, infecções, doenças do sistema genitourinário, problemas vasculares, hérnia, indigestão, endometriose, cistos nos ovários, bactérias e até mesmo câncer, embora raramente. Há também a diferenciação das dores em queimação, pressão, cólica...

Um caso muito comum de dor abdominal é aquela que ocorre no início do estômago, que pode estar relacionado a problemas no estômago, duodeno ou esôfago. Essa dor pode ser sinal de gastrite e até mesmo de uma úlcera. As cólicas, dependendo dos locais onde se localizam, podem estar relacionadas aos rins ou ao útero, essa última relacionada à menstruação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por isso, quando uma pessoa sente quaisquer dores ela deve procurar um médico que irá investigar suas causas e gravidade, as possíveis consequências e soluções. O médico solicitará exames complementares e depois de verificada a possível disfunção é que ele recomendará medicamentos para alívio das dores e tratamento. Além disso, certos hábitos alimentares e de vida talvez necessitem de mudanças. Por isso, cuide de sua saúde.

Por Giorgia Lay-Ang
Graduada em Biologia
Equipe Mundo Educação

A dor abdominal pode ser sintoma de diferentes quadros clínicos
A dor abdominal pode ser sintoma de diferentes quadros clínicos
Publicado por: Giorgia Lay-Ang

Assuntos Relacionados