Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Saúde e Bem-estar
  3. Drenagem linfática

Drenagem linfática

Drenagem linfática
A drenagem linfática estimula o sistema linfático, eliminando o excesso de líquidos e toxinas.

A drenagem linfática é um método de massagem que foi desenvolvido por Emil Vodder e sua esposa, em Paris, no ano de 1932. Essa massagem foi desenvolvida com o intuito de tratar afecções crônicas das vias respiratórias superiores, mas atualmente é empregada na estimulação da circulação linfática, principalmente em pessoas que sofrem com retenção de líquidos.

O sistema linfático é constituído por uma rede de vasos capilares semelhantes às veias: os chamados vasos linfáticos. A linfa circula no interior dos vasos linfáticos e é um fluido viscoso com constituição semelhante à do sangue, diferindo apenas por não conter hemácias. Os vasos linfáticos estão distribuídos por todo o corpo, com a função de drenar o excesso de líquido que sai do sangue e banha as células, filtrando-o e encaminhando-o para a circulação sanguínea. Esse excesso de líquido é o responsável pelo inchaço e pela celulite.

A principal função da drenagem linfática é drenar os líquidos e resíduos metabólicos e estimular a circulação linfática através de massagens. Alguns especialistas defendem que a drenagem linfática deve ser exclusivamente manual, pois dessa forma consegue-se respeitar a fisiologia do sistema linfático. “A drenagem linfática também é ótima para cólicas menstruais; em gestantes alivia dores nas pernas e a sensação de peso; também funciona muito bem para minimizar hematomas; e evitar processos fibróticos nos pós-cirúrgicos, como plásticas e lipo”, recomenda a fisioterapeuta Cibele Rocha Maróstica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A drenagem linfática pode ser feita manualmente ou através de aparelhos. Como os gânglios linfáticos se localizam sob a pele e acima dos músculos, a massagem deve ser feita com movimentos de pressão leve, rítmicos, suaves, lentos, relaxantes e precisos, com os dedos ou as mãos, de acordo com a parte do corpo. Nesses movimentos não se deve usar a força, pois isso pode levar ao rompimento de vasos, causando hematomas e podendo trazer algumas complicações para o paciente. Essa massagem também tem efeitos relaxante e tranquilizante.

A drenagem linfática é contraindicada para pessoas que possuem diagnóstico de tumores, abcessos, nódulos não identificados e trombose venosa profunda.

Assuntos Relacionados