Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Saúde e Bem-estar
  3. Efeitos nocivos do sol

Efeitos nocivos do sol

Os efeitos nocivos do sol incluem queimaduras, envelhecimento precoce, surgimento de rugas, cânceres, catarata e fotoconjutivite.

Efeitos nocivos do sol
Utilizar óculos de sol, chapéus e filtro solar são algumas das formas de se proteger dos efeitos do sol

Que o Sol é extremamente importante para a nossa saúde não é novidade para ninguém, não é mesmo? Entretanto, o excesso de exposição à radiação por ele emitida pode desencadear problemas graves, como o câncer. Sendo assim, é fundamental se expor de maneira adequada, estando sempre atento aos riscos.

Quais são os efeitos nocivos do sol?

Sem dúvidas, a pele é a parte do corpo humano que mais é danificada quando exposta ao sol de maneira incorreta. Queimaduras de diferentes graus, alergias e o surgimento de manchas são apenas alguns exemplos dos problemas causados pela exposição excessiva.

Além dos problemas relativamente imediatos, alguns outros podem surgir ao longo dos anos, tais como envelhecimento precoce decorrente da perda da elasticidade da pele, surgimento de rugas e o câncer. O câncer, sem dúvidas, é a consequência mais preocupante, uma vez que a doença pode ocasionar a morte.

O câncer de pele ocorre como resultado de mutações nas células que acontecem em decorrência da radiação UV. São essas mutações que fazem com que ocorra a multiplicação exagerada de células e a formação do tumor. Entre os tipos de câncer de pele existentes, o mais grave é o melanoma, que possui alto potencial para produzir metástase.

É importante destacar que o surgimento de câncer de pele possui relação com a cor da pele de cada pessoa. Pessoas negras, por exemplo, em razão da grande quantidade de melanina, são menos propensas a desenvolver a doença. Em contrapartida, pessoas mais claras necessitam de uma maior proteção em virtude da baixa quantidade de melanina.

Além da pele, outras partes do corpo sofrem os efeitos da radiação solar. Os olhos, por exemplo, podem sofrer lesões graves e desenvolverem catarata e fotoconjuntivites como resultado da exposição à radiação. A exposição solar também se relaciona com a desidratação, um problema grave que pode ocasionar a morte.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Maneiras de reduzir os efeitos nocivos do sol

É praticamente impossível não ficarmos expostos ao sol, até mesmo porque necessitamos dessa exposição para, por exemplo, produzirmos vitamina D. Entretanto, essa exposição pode ser feita de uma maneira saudável para reduzir os danos da radiação. Veja a seguir algumas dicas para aproveitar o sol sem riscos:

- Como o nível de radiação é extremamente alto no período entre 10 e 16 horas, recomenda-se que não ocorra a exposição durante esse período;

- O protetor solar deve ser usado sempre, independentemente se o período de exposição for curto ou longo e se o dia está ou não nublado;

- O protetor solar deve ser escolhido analisando-se o tipo de pele. Crianças possuem protetores próprios para o tipo de pele delas, que é muito mais sensível;

- As recomendações de uso do fabricante de protetores solares devem ser seguidas rigorosamente. É importante, por exemplo, aplicar o protetor 30 minutos antes da exposição e refazer a aplicação a cada duas horas ou após sair da água;

- O uso de bonés e chapéus deve ser feito sempre que possível, assim como o uso de guarda-sóis.

- Óculos escuros são extremamente importantes para evitar lesões nos olhos. Entretanto, é importante sempre comprar óculos em locais de confiança, pois existem padrões de segurança que devem ser seguidos, como a capacidade de filtrar radiação, que, segundo a Academia Americana de Oftalmologia, deve ser de 99%.

- Beber muito líquido também é importante ao se expor ao sol, pois evita desidratação;

- Os cabelos também são afetados pelo sol, sendo assim, aplique leave in com filtro solar nos fios para evitar o ressecamento.

Assuntos Relacionados